sábado, 20 de janeiro de 2018

Gestantes Apodienses continuam submetidas a ter seus filhos em outras cidades



Após a rescisão contratual do Convênio entre a Prefeitura Municipal de Apodi e Maternidade Claudina Pinto as grávidas Apodienses foram as mais prejudicas, tendo em vista que o fim do contrato uniliteralmente por parte da Prefeitura acarretou o fechamento da Maternidade de Apodi.

As grávidas perderam o direito de ter seus filhos em Apodi, e desde o fechamento da maternidade as grávidas estão dando luz a seus filhos em cidade um poucos distantes como Mossoró, Alexandria e até mesmo Rodolfo Fernandes.

A Prefeitura até o presente momento não encontrou uma solução para que as grávidas do município venham ter seus filhos em Apodi. 

A única atitude do Prefeito Alan Silveira foi colocar uma sala no hospital, mais não contém nenhum médico plantonista para receber as gestantes, ficando o procedimento a cargo de enfermeiras e técnicas de enfermagem, que ao receberem as grávidas com inicio de parto encaminham as mesmas para cidades circunvizinhas como Mossoró, Alexandria e Rodolfo Fernandes.

A única solução para que as gestantes Apodienses venham ter seus filho em Apodi é o prefeito Alan Silveira (ex. funcionário da maternidade) se sensibilizar e realizar um novo convênio com a Maternidade Claudina Pinto ou construir uma nova maternidade municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário